Blog

Back to Blog

O QUE OS DENTISTAS PODEM FAZER PARA EVITAR AÇÕES JUDICIAIS


No exercício da sua profissão, o dentista precisa se manter seguro nas suas práticas para evitar ações judiciais movidas pelos pacientes. As causas que levam à essas situações são decorrentes de possíveis negligências no atendimento do profissional.

Quando o resultado do serviço prestado não é satisfatório para o paciente, surge o risco de um processo judicial.

Como evitar essa realidade? É sobre isso que falaremos neste artigo. Acompanhe atentamente!

Motivos que levam às ações judiciais contra dentistas


Em primeiro lugar, é importante analisar quais os tipos de situação mais motivam as ações judiciais contra dentistas. Assim, será possível entender como fazer para evitá-las. Em suma, a maioria das alegações se refere à qualidade do serviço prestado pelo profissional dentista, o que significa que o tratamento em si nem sempre é o problema.

Ao elencar as principais práticas que levam à ações judiciais contra dentistas, nós encontramos:

– Não fornecer todas as informações necessárias de forma clara;
– Falhas nos tratamentos e/ou procedimentos;
– Responsabilidade pelo uso de produtos;
– Danos em nervos;
– Diagnóstico equivocado;
– Conselho questionável.

Saiba mais acompanhando este artigo.

Como evitar as ações judiciais?


É preciso dizer que a principal maneira de solucionar as ações judiciais é impedi-las de acontecer. Como? Confira abaixo o que você, como profissional dentista, pode fazer para interromper os processos judiciais antes de eles acontecerem.

Anamnese completa


Realizar uma anamnese completa é o primeiro passo para evitar possíveis ações judiciais dos pacientes, pois você terá em mãos todos os dados, características dos pacientes e histórico clínico da família, para garantir mais eficiência no exercício das suas práticas.

Vale considerar que o paciente é um ser complexo, que pode apresentar doenças físicas e psicológicas. Essa realidade também deve ser levada em conta na realização da anamnese.

Tendo todos esses fatores mapeados, você terá uma anamnese completa para assegurar o tratamento e procedimentos a serem feitos, evitando o erro médico.

Atendimento Humanizado

Um atendimento que expresse respeito e empatia é capaz de humanizar o tratamento. Sem a confiança, a relação entre médico e paciente tende a ser instável e isso gera grandes riscos, colocando o exercício médico numa posição questionável.

Essa confiança é construída a partir da escuta atenta por parte do médico, da preocupação demonstrada nos momentos críticos do processo, da transparência e da ética, além da explicação clara sobre procedimentos – o que facilita a compreensão do paciente.

Resumidamente, um atendimento humanizado tem como base o diálogo entre médico e paciente, sempre buscando entender as causas do problema. Quando há essa proximidade, torna-se mais difícil que ações judiciais sejam movidas.

Prontuário preenchido corretamente


Apesar de ser considerado uma burocracia da profissão, o prontuário ainda é um documento que prova a boa conduta do profissional – mas ele precisa estar preenchido corretamente e atualizado.

Além de servir para constatar que o tratamento foi bem feito e evitar os processos judiciais, ele também pode ser usado como prova.

Registro fotográfico das etapas do tratamento


Quando o profissional faz o registro do antes, durante e depois dos procedimentos, ele pode utilizar essas fotos para validar o seu desempenho. Em se tratando de procedimentos estéticos, essa é uma prática ainda mais favorável para o profissional dentista.

Tenha apólice de seguro


É claro que todas essas recomendações são importantes para evitar as ações judiciais, mas possuir uma apólice de seguro para dentista é altamente válido para que os processos se tornem mais fáceis de lidar, considerando que a cobertura de um seguro abrange os custos com profissionais de um advogado especialista.

Contratar um seguro de Responsabilidade Civil garantirá mais segurança para enfrentar as possíveis situações judiciais e resolvê-las com maior tranquilidade.

Agora que você já entendeu a importância de se manter informado acerca de como evitar ações judiciais movidas pelos pacientes, entre em contato conosco.

Compartilhar esta postagem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Back to Blog