ESPECIALIDADES

Procedimentos Protegidos de Ginecologia

Confira abaixo os procedimentos cirúrgicos protegidos pelo Cirurgia Segura.

  • Histerectomia total ou parcial: abdominal ou vaginal, cirurgia que retira totalmente ou parcialmente o corpo e colo do útero;
  • Miomectomia: utilizada no tratamento de miomas grandes e múltiplos, sangramentos sem causa aparente e alguns tipos de câncer;
  • Biopsia: é a retirada de parte do colo do útero. Geralmente utilizada para diagnosticar e tratar lesões do colo do útero, malignas ou não;
  • Ooforectomia: é a retirada dos ovários;
  • Salpingectomia: é a retirada das trompas;
  • Laparoscopia: utilizada para sanar a endometriose, dentre outros diagnósticos; e
  • Ninfloplastia: retirada do tecido gorduroso e dos gânglios (linfonodos) que se encontram junto com os vasos e nervos da pelve, estética vaginal.

Sangramento vaginal; prolapso cúpula vaginal; obstrução tubária (pós esterilização prévia); sangramento excessivo do sítio cirúrgico; perfuração da parede vaginal; formação de hematoma retropúbico; erosão de parede vaginal; reação alérgica, braquicardia; hipotensão; depressão respiratória; apneia; convulsões; embolia pulmonar; complicações anestésicas; lacerações cervicais; reação vaso vagal; necrose do retalho de pele; marsupialização e exérese de glândula.

Infecções (pode ser contratada a proteção adicional); lesão de ureter; hérnia incisional; lesão vesical; lesão intestinal; hemorragia; incontinência urinária; lesão nervosa; dor na coxa; dispareunia; fístula vesicovaginal; fístula vesicocutânea; edema cerebral; reflexo vagal; edema agudo de pulmão; dano neurológico; fístula láctea; pneumotórax; recidiva de tumor; lesões térmicas da pele; complicações vasculares e linfáticas; linfedema; e fibrose.